A alma que alimenta a minha


Somos como rios...que correm por entre caminhos estreitos, rochosos, cobertos de um verde imenso de presenças ou pelo meio de espaços apagados no universo, lugares obscuros que apenas sao irrigados pelas nossas almas...da minha alma para a tua, do meu coração para o teu...Trazes contigo a essencia e o fulgor de mim... A tua alma é como um abraço iterno, mas só a tua.Dás de beber Às minhas ideias e abrigas os meus sonhos, mas no entanto sabes voar com elesSorris e choras comigo, na presença e na ausencia.Nao vejo sempre o teu vulto a tentar tocar-me, no entanto trago te sempre comigo em cada gesto que projecto.Mostraste me como ninguém outro lado da vida que é o que realmente me fascina e me dá um lugar para um dia chegar ao equilibrio, e quase do nada ocupas o lugar mais forte da minha existencia...No entanto.Um dia vou escrever sobre a tua importancia.Gosto de ti.

Carapau

1 comentários:

Sr. Personna disse...

Um dia...
dia distante!
Queria esses sentimentos bons habitando minh'alma.
Essa esperança e essa transcendência.