Pulso


Onde é aqui o centro, onde se respira, a cama limpa o corpo inteiro e nu. Respira o ventre, a vela incha ao sol e ao mar sem fim.

Onde é aqui, a fome nua, o pulsar exacto no centro da alegria, a luz e o olhar aberto ao mar.

Onde é onde a mão sabe a carícia da anca e alíngua fabrica o seu sabor a querer mais. Onde o fogo acende o pulso de ti.

0 comentários: